Se você acredita que vive “sem tempo” para nada, pare tudo e leia este texto!


O tempo é uma grandeza universal que parece ter vida própria e nunca está na velocidade que necessitamos para a vida.

É muito comum no ritmo de vida frenético que temos muitas vezes questionarmos: “Ah, se eu pudesse parar o tempo, voltaria e faria as coisas bem diferentes.”

Mas sabemos que é impossível controlar o tempo. Ele caminha sempre para a frente e seu próprio ritmo imutável mas, como estamos sempre muito atarefados com as obrigações do trabalho, do lar, da faculdade, da família, dos nossos pets e outras mais, esquecemos de nós mesmos e achamos que um dia com 24 horas de duração é insignificante e demasiado curto.

O que você faria se tivesse o poder de Krónos, o deus do tempo na mitologia grega? 

O que você faria de diferente se pudesse controlar o tempo?  Antes que responda a esta pergunta dou-lhe uma valiosa informação: você é senhor/senhora do tempo e não seu escravo/escrava.  Nada ocorre em sua vida sem que você tenha agido diretamente para que ocorresse, seja por omissão (deixar de fazer o necessário) ou comissão (ter manifestado uma ação). Vou falar com você neste momento sobre os 7 pecados do tempo.

Você já deve ter ouvido em algum momento que “são as pequenas coisas que importam” e elas podem ajudar ou nos prejudicar.  Assim, estas coisas pequenas que pensamos serem irrelevantes são as grandes sabotadoras da nossa vida e por que não dizer que são os 7 pecados do tempo? Estamos rodeados por desnecessidades que priorizamos às custas das necessidades verdadeiras.

Neste artigo, você aprenderá um pouquinho a identificar estas armadilhas cotidianas e como se livrar delas:

1. Mídias Sociais

Não é necessário dizer que as mídias sociais, principalmente Facebook, Instagram, YouTube e WhatsApp são verdadeiras armadilhas, que têm o poder de destruir o seu dia e também a sua vida.  As mídias sociais são o verdadeiro inferno disfarçados de paraíso e, sem perceber, você perde uma hora achando que se passaram apenas alguns minutos.  A não ser que você trabalhe com elas e sejam sua fonte de renda, você deve reduzir drasticamente o tempo designado para estas distrações sociais.  Segunda a Sociedade Brasileira de Psicologia nós não devemos passar mais do que 1h30 por semana na internet, pois deixamos de sentir a vida acontecer para ficarmos aprisionados à artificialidade.


2. Desorganização

Seu armário é organizado?  Suas gavetas têm o que precisam?  Sua mesa de trabalho está livre de distrações?  Seu quarto está impecavelmente arrumado?

Ter seus ambientes organizados, limpos e desobstruídos é sinal de boa saúde mental.  Cuidar de nosso lar e de nosso ambiente profissional é afastar de nós os gatilhos da depressão e aproximar os sentimentos de alegria e felicidade.


3. Falta de comprometimento

Ter comprometimento não quer dizer ser um guerreiro incansável, nem realizar tarefas impossíveis.  É comum lembrarmos dos tempos de faculdade, quando passávamos noites em claro para estudar, mas isso é sacrifício e não compromisso.

Ter compromisso/comprometimento é enxergar-se como o seu maior aliado para ter o sucesso desejado e afastar-se das autossabotagens que vêm com a procrastinação.  Para isso, estabeleça pequenas metaspara o seu dia e faça todo o possível para completar todas elas.  Assim você criará o hábito saudável do comprometimento.



4. Não ter metas ou criar metas impraticáveis

Como dito no tópico anterior, a falta de comprometimento é observada na ausência de metas porém, ter metas impraticáveis ou inatingíveis em nada o ajudará.  Por exemplo, você pode não conseguir acumular R$ 1 milhão, de um dia para o outro, a não ser que tenha ganhado na loteria, mas pode ter o hábito de poupar o dinheiro que gasta com futilidades e assim, ao longo do tempo, ter algum valor guardado para atingir a sua meta de ter R$ 1 milhão.


5. Importar-se com o que não importa

Não PERCA O SEU TEMPO com quem nada faz para somar à sua vida.  “Sequestradores da felicidade alheia” e “vampiros energéticos” vivem à nossa volta e muitas vezes os chamamos de “amigos”, mas não são. Aprenda a identificar as pessoas que sugam o melhor que você tem, mas nunca retribuem, e afaste-se delas. Isso não é ser egoísta, é ter amor-próprio.


6. Deixar para depois o que DEVE fazer agora

Não postergue as obrigações, faça-as imediatamente.  Sentirá o prazer da realização ao concluir a tarefa e perceberá um tempo livre para ser sabiamente utilizado.


7. Deixar-se em segundo plano

Sua vida é o evento mais importante.  Sua felicidade é o fim primordial que deve ser perseguido, não a terceirize, nem os seus planos. Não dependa de ninguém emocional ou economicamente.  Liberte-se das amarras e viva sua vida plenamente!

Cada um dos 7 pecados do tempo agem para sabotar a sua vida.  Exercite-se diariamente a encontrá-los e neutralizá-los!

Isso faz parte de planejar a vida, organizar o dia, controlar o tempo.  No final, verá que um dia com 24 horas é tempo mais que suficiente para o lazer, o amor, o trabalho e a realização.

O tempo é o bem mais valioso que podemos ter, uma vez perdido jamais será reposto. Pense nisso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.