Estudante recebe pedaço de madeira no lugar de notebook comprado na internet

Beatriz Staudinger fez uma compra online, mas o produto chegou com defeito e ela solicitou a troca. Em seguida, recebeu um pedaço de madeira enviado pela empresa.

Por Bruno Fontes, TV Globo

05/10/2020 13h04  Atualizado há 10 horas


Estudante compra computador pela internet e recebe pedaço de madeira no lugar

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.415.1_pt_br.html#goog_307945253–:–/–:–

Estudante compra computador pela internet e recebe pedaço de madeira no lugar

As compras online se tornaram rotina para muitos consumidores, sobretudo no período da pandemia da Covid-19. No caso da estudante Beatriz Staudinger, o presente comprado pela internet no aniversário da jovem provocou transtornos para a família (veja vídeo acima).

Beatriz se prepara para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pediu de presente um notebook para acompanhar as aulas online. “Eu não estava conseguindo estudar direito, pelo celular não é a mesma coisa, é muito ruim. Às vezes tem que parar e dar um print para poder ver direito o que está no quadro”, contou.

Quando o notebook chegou em casa, Beatriz viu que o aparelho estava quebrado. O pai dela, Bruno Staudinger, advogado e integrante da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Pernambuco, procurou a empresa que vendeu o produto e solicitou uma troca amigável, mas disse que não recebeu o retorno desejado.

“Deram um prazo para a gente para recolher o aparelho defeituoso, não trocar, só recolher, e, mesmo assim, não cumpriram com esse prazo”, afirmou.

Beatriz Staudinger recebeu pedaço de madeira no lugar do notebook que havia comprado pela internet — Foto: Reprodução/TV Globo

Beatriz Staudinger recebeu pedaço de madeira no lugar do notebook que havia comprado pela internet

Depois de dois meses de espera e uma ação judicial, a família recebeu outra caixa da empresa, mas veio a surpresa registrada em vídeo pela família. “Abri aqui e veio uma madeira, não tem mais nada dentro da caixa”, relatou a jovem no vídeo.

Sem o notebook, Beatriz continuou os estudos pelo celular, mas o pai dela judicializou mais uma ação para tentar resolver o problema. “Entendo que isso é um crime contra o consumidor, vou relatar isso ao juiz, esse descaso. Estamos buscando a retratação, tanto a troca do aparelho quanto a questão da indenização por danos morais”, declarou.

Resposta da empresa

Em resposta à TV Globo, a empresa Casas Bahia afirmou que repudia qualquer tipo de prática danosa ao consumidor e que está investigando, junto às áreas responsáveis, o que aconteceu com relação a esse caso. Também disse que está em contato com a família para entregar o notebook o mais rápido possível.

iPhone 12 de R$ 56 mil homenageia primeiro computador da Apple

Modelos trazem um pedaço da placa-mãe do Apple 1 na traseira.

Por Rodrigo Roddick, para o TechTudo

05/10/2020 04h10  Atualizado há 11 horas

A empresa russa Caviar anunciou dois modelos de luxo do iPhone 12 em homenagem ao primeiro computador da Apple pela bagatela de até R$ 56 mil. O smartphone ainda não foi lançado oficialmente, mas a loja russa já começou a vender edições exclusivas. Os russos anunciaram na última semana dois acabamentos para os vindouros iPhone 12 Pro e o iPhone 12 Pro Max que terão uma traseira em madeira com um pedaço da placa-mãe do Apple 1, um computador totalmente feito à mão por Steve Wozniak, co-fundador da gigante da tecnologia. A expectativa é que a nova geração de celulares da Apple seja apresentada na segunda semana de outubro.

Edição de luxo do iPhone 12 traz pedaço da placa-mãe do Apple 1 — Foto: Reprodução/GSM Arena

Edição de luxo do iPhone 12 traz pedaço da placa-mãe do Apple 1

A Caviar é conhecida por produzir edições de luxo de aparelhos premium de algumas fabricantes. No caso do iPhone 12, a empresa lançou uma versão contendo uma placa de titânio e um pedaço da placa-mãe do Apple 1 pelo preço de US$ 10 mil (R$ 56 mil no câmbio de hoje).

Como há poucos componentes disponíveis, a Caviar decidiu apresentar também uma versão Light. O modelo traz um pedaço bem menor do primeiro computador da Apple, mas é a metade do preço da primeira edição, ou seja, US$ 5 mil (R$ 28 mil em conversão direta).

Versão Ligth custa US$ 5 mil com 49 unidades disponíveis — Foto: Reprodução/GSM Arena

Versão Ligth custa US$ 5 mil com 49 unidades disponíveis — Foto: Reprodução/GSM Arena

A versão comemorativa foi anunciada na quarta-feira (30) para homenagear os 43 anos desde que o Apple 1 deixou o mercado. Ele foi lançado 1976, mas parou de ser comercializado em 1977.

Como apenas 200 computadores foram fabricados, as versões de luxo serão bastante limitadas. A Caviar planeja lançar apenas nove exemplares do modelo Apple 1 e 49 unidades da versão Light. A expectativa é que eles cheguem após o lançamento oficial do iPhone 12.https://www.youtube.com/embed/OGqrD-Djg-s?origin=http://www.techtudo.com.br

O que esperar do iPhone 12

Apesar da nostalgia que as edições estimulam, o anúncio também chama a atenção por apresentar uma imagem do iPhone 12 com câmera quádrupla. A expectativa é que o sensor principal tenha 64 MP e o conjunto apresente também o ToF (Time of Flight), sensor que consegue captar a profundidade com mais precisão.

iPhone 12 Pro pode vir com câmera quádrupla — Foto: Reprodução/GizChina

iPhone 12 Pro pode vir com câmera quádrupla — Foto: Reprodução/GizChina

Além disso, espera-se que o processador da nova linha de smartphones da Apple seja 50% mais rápido que o chip anterior. Rumores dão conta de que o A14 Bionic venha com uma arquitetura de 5 nanômetros, o que superaria até o Snapdragon 865 Plus, processador da Qualcomm considerado um dos mais poderosos atualmente.

Também há especulações sobre a Apple trazer a tela OLED para todas as versões do iPhone 12. No ano passado, apenas as edições Pro receberam o painel mais sofisticado. O iPhone 11 manteve a tela LCD. Os rumores também indicam que os modelos podem ser compatíveis com a internet 5G.

Lembre o lançamento do iPhone 11

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.415.1_pt_br.html#goog_654966831–:–/–:–https://1dcf70cdb2b285fa8e27d10a3c36be7e.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

A nova linha do iPhone 12 pode vir ainda com o cabo USB reforçado, porém sem o conector do carregador. Até mesmo os fones de ouvido podem ficar de fora da caixa.

Viagens, luxo e prostituição: com a ajuda de políticos, quadrilha gastou milhões desviados do combate à Covid

Durante a pandemia, R$ 500 milhões, que deveriam ter sido investidos em hospitais e no tratamento da Covid, foram roubados pelo grupo que era liderado por um médico e tinha a participação de políticos.

04/10/2020 22h39  Atualizado há 22 horas

Com a ajuda de políticos, quadrilha gastou milhões desviados do combate à Covid

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.415.1_pt_br.html#goog_92371569700:00/14:35

Com a ajuda de políticos, quadrilha gastou milhões desviados do combate à Covid

Durante a pandemia, enquanto os brasileiros sofriam com a Covid-19, um grupo se dedicou a comprar fazendas, montar adegas com vinhos caríssimos, desfilar em carros luxuosos e comprar até filhotes de animais selvagens. De onde vinha o dinheiro? Da verba que deveria ser usada para combater o coronavírus na saúde pública.

Segundo a polícia, a quadrilha, que tinha a participação de políticos, desviou R$ 500 milhões. Até uma casa de prostituição estaria sendo usada para lavagem de dinheiro. Veja a reportagem na íntegra no vídeo acima.