Investigação de acidente que matou 8 pessoas na BR-277 tem novas informações e pode sofrer reviravolta

23 de agosto de 2020

23 de agosto de 2020

O grave acidente que aconteceu em 2 de agosto, na BR- 277, em São José dos Pinhais, Grande Curitiba, e deixou 21 feridos e 8 mortos, continua sendo investigado. Com as novas informações apuradas o caso pode sofrer uma reviravolta.

Segundo a Polícia Civil, um vídeo, entregue por uma testemunha na delegacia, mostra uma colisão envolvendo vários veículos no mesmo local, um dia antes da tragédia, no dia 1º, pelos mesmos motivos: falta de visibilidade provocada pela fumaça de queimadas e pela neblina.

“Apresentou aqui um vídeo, que inclusive a Ecovia estaria no local atendendo a vítima, onde mostra que não havia visibilidade. Segundo ela, ela vinha trafegando por volta de 30 a 40 Km/h quando foi atingida por um motociclista e, na sequência, outros carros teriam atingido a vítima também. O que confirma a versão apresentada nos autos pelos moradores daquela região”, disse o delegado Fábio Machado.

Para o delegado, essa é uma prova importante que pode ajudar a identificar os responsáveis pelo o que aconteceu. Conforme Machado, se a visibilidade da região estava comprometida de tal forma que vinha causando vários acidentes, era imprescindível que a concessionária de pedágio, que administra o trecho, tivesse tomado alguma providência para evitar novas colisões.

“Nós vamos agora chamar novamente aqui na delegacia todos os funcionários da Ecovia, para que nos esclareça o porquê da omissão desse fato. Já que é um fato extremamente relevante, que demonstra que a falta de visibilidade era recorrente no local. Estamos pedindo a PRF que encaminhe também todos os boletins de ocorrência desde o dia 25 até o dia 10 de agosto para que a gente possa identificar quantas vítimas foram envolvidas em acidentes naquela região”, ressaltou ainda Machado.

Se for comprovada a omissão dos responsáveis pela administração e conservação do trecho em questão da BR-277, eles podem ser responsabilizados criminalmente. Até então, o caso era visto como uma fatalidade.

“Caso seja comprovada uma omissão relevante por parte dos funcionários da Ecovia, eles podem sim ser indiciados por homicídio por lesão corporal culposa”, finalizou o delegado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.