Casa de Flordelis é escancarada com orgia, ritual macabro, pastor com menor de idade e sexo entre irmãos…

Flordelis nega participação no assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo (Reprodução)

Após a morte do pastor Anderson do Carmo, a privacidade da deputada federal e missionária evangélica Flordelis foi escancara na mídia… casa-de-flordelis-e-exposta-com-orgia-sexo-entre-irmaos-e-ritual-macabro/

Deputada federal pelo estado do Rio de Janeiro, Flordelis, conhecida missionária evangélica na região metropolitana do estado fluminense, tem sido alvo de uma investigação e é apontada como suspeita no assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, que foi brutalmente executado com vários tiros em junho de 2019….

Passado mais de um ano das investigações, as autoridades do Rio de Janeiro ainda não conseguiram desvendar o crime, mas, até o momento, duas pessoas estão presas: Lucas César dos Santos e Flávio dos Santos Rodrigues, ambos filhos de Anderson do Carmo e Flordelis….

O fato é que, embora os investigadores ainda não tenham concluído o inquérito, a vida da missionária evangélica foi devassada e escancarada na imprensa. Ainda, em depoimentos, alguns dos vários filhos adotivos da deputada federal afirmaram acreditar que sua mãe tenha participação na morte do pastor, o que é negado por ela…

Uma pessoa, que não teve a identidade revelada, teria afirmado que Flordelis seria frequentadora de uma casa de swing no Rio de Janeiro – casas de swings são comuns entre aqueles que gostam de fazer trocas de casais – e, ainda, a parlamentar teria um quarto exclusivo no espaço. Também em depoimento, foi revelado que a missionária já foi flagrada no recinto bêbada.

Já outro homem, segundo o Extra, narrou à polícia uma rotina na casa de Flordelis  Anderson do Carmo que envolvia rituais secretos com uso de sangue, nudez e até mesmo sexo. Convidado para a casa da missionária, ele contou que passou por um “ritual de purificação”, sendo obrigado a ficar isolado por sete dias. Ele diz ter recebido visitas no período, sendo que uma delas foi da parlamentar e eles acabaram fazendo sexo e, a partir daquele dia, eles transaram outras vezes.

O mesmo depoente contou que presenciou a realização de um ritual no qual a deputada solicitou a alguns filhos que cortassem a mão .com uma faca para escrever salmos da Bíblia com sangue deles. Outro ritual que ele contou ter presenciado, tinha a participação de Anderson do Carmo, que ficava pelado no centro de um círculo feito a giz e ele era oferecido como oferenda.

Em um dos relatos mais graves, a testemunha afirmou que, certa vez, uma adolescente, que havia recém-chegado na casa dos evangélicos ,teve que transar com Anderson do Carmo, após o pastor demonstrar interesse na jovem e ter recebido autorização de Flordelis para o ato sexual com a menor de idade.

Por fim, Lucas, filho adotivo da evangélica que está preso, contou que a parlamentar tinha um taco de beisebol em casa que usava “bater nos outros”.

A deputada federal Flordelis e o seu esposo, o Pastor Anderson do Carmo, que foi assassinado (Foto: reprodução)

SEXO ENTRE IRMÃOS Uma das filhas adotivas de política , Erica dos Santos de Souza, em seu depoimento prestado no ano passado, foi questionada pelos policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo se havia presenciado envolvimento entre as pessoas.que moram na casa. Ela relatou que Adriano dos Santos, filho biológico apenas de Flordelis, se relacionou amorosamente com duas ir irmãs adotivas – Nylaine e Lorrana, quando já namorava com Marcele, sua atual esposa.

Erica também contou que Simone dos Santos, também filha biológica apenas de Flordelis, se envolveu com Alexandre Freire, que é filho adotivo. Simone, de acordo com depoimento de Maria Edna do Carmo, mãe do pastor Anderson do Carmo, namorou, ainda no início dos anos 90, com o filho. Segundo relato de Edna, pouco tempo depois, Anderson “largou” Simone para ficar com a deputada federal.

DEPUTADA NEGA À reportagem do SBT Rio, Flordelis negou que tenha frequentado casas de swing e disse que exigirá na Justiça que a testemunha prove que ela frequentava “tinha orgia” dentro de sua residência. Ainda, ela nega qualquer envolvimento no assassinato do marido. Assista

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.