Pele de tilápia trata queimaduras: curativo brasileiro é inovador e pode chegar ao SUS


Os resultados positivos do estudo no Ceará já chamam atenção do mundo. A partir das pesquisas realizadas na UFC, amostras de pele de tilápia foram enviadas à agência espacial norte-americana, a NASA, para o projeto “Cubes in Space” (Cubos no Espaço), com objetivo de ver como o material se comporta em condições diferentes de pressão atmosférica, radiação e gravidade.

Já o grande público teve chance de conhecer a pesquisa através de grandes séries de TV, como “Grey’s Anatomy” e “The Good Doctor”. Apesar de serem produções ficcionais, elas se baseiam em fatos reais para narrar os episódios.

O Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da UFC também criou um banco de pele animal para uso em tratamentos médicos que atualmente tem capacidade de produzir cerca de mil peles a cada 48 horas. Esse banco pode ser importante no caso de grandes acidentes pelo mundo.

pele tilapia tratamento 1400x800 0820