Reviravolta: ginecologista analisa caso Prior e aponta inconsistência em laudo

Um dos participantes mais marcantes do Big Brother Brasil 20 é Felipe Prior. Ele, que tem quase 6 milhões de seguidores apenas no instagram, foi acusado de abuso. A revelação foi dada em uma matéria do site da Revista Marie Claire. Nela, duas mulheres que não foram identificadas acusaram Felipe Prior de abuso e uma terceira de tentativa de cometer tal crime.

No entanto, em pelo menos um dos laudos médicos arquivados no processo contra Felipe Prior, haveria uma inconsistência. É o que aponta o ginecologista Jailson Costa. Ele deu uma entrevista ao canal Em Off, do jornalista Erlan Bastos. Para o médico, o laudo não prova que Felipe Prior cometeu o crime

No prontuário médico da suposta vítima de Felipe Prior,  há a informação de que a reclamante teria sofrido laceração de primeiro grau em seu órgão íntimo. No entanto,  na avaliação do ginecologista, esse tipo de lesão pode acontecer em relações consensuais, especialmente se a mulher é virgem.

Veja abaixo o vídeo com o programa falando sobre o prontuário da suposta vítima de Felipe Prior:

Felipe Prior nega que tenha cometido crimes sexuais

Vale lembrar que Felipe Prior gravou um vídeo para o seu Instagram, em que nega que tenha cometido qualquer crime. O ex-participante do Big Brother Brasil disse estar tranquilo e colocou advogados para analisarem o caso.

A advogada das supostas vítimas de Felipe Prior chegou a solicitar que a Justiça mantivesse Felipe Prior com ordem restritiva contra essas mulheres, mas acabou perdendo esse processo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.