Escândalo: Dezenas de mulheres em Manaus acusam tatuador de estupro, abuso e assédio sexual, veja

Postado por Redação – 29/01/2019 19:37    

Manaus-  Várias mulheres da cidade de Manaus resolveram se unir em uma denúncia coletiva de assédio sexual contra o tatuador Jackson Coelho, que inclusive assediava até menores de idade. O tatuador é acusado até de estupro. As mulheres afirmam que ele tentava trocar tatuagens por sexo.

A mobilização começou na última segunda-feira (28), quando uma das vítima publicou em uma rede social relatos e capturas de tela das conversas com Jackson que em muitas conversas convida suas então clientes para irem sozinhas em seu studio para ele realizar o seu serviço. O tatuador em diversos momento também pede as vítimas que enviem fotos sem roupa.

oi divulgado com exclusividade pelo portal Observatório Manaus, uma matéria informando sobre assédio e abuso sexual cometido pelo tatuador Jackson Coelho em várias mulheres da cidade de Manaus. Confira agora os tristes relatos dessas mulheres que sofreram nas mãos do tatuador.

Relato 1

“Há uns meses atrás eu ia fazer a minha primeira tatuagem com ele, e eu disse que iria levar minha mãe, afinal eu ainda era menor de idade, e ele disse que não precisava levar ela e que o horário da tatuagem seria 18:30, até então eu não tinha levado pro lado pessoal. Quando eu cheguei no Studio com a minha mãe, sim, eu levei a minha mãe!!!

Ele pediu pra ela esperar do lado de fora da sala e lá Ela ficou me esperando, eu não passei nem 5 minutos com ele cara na sala Pq eu mal tinha entrado na sala ele já veio com o papo de que “Eu não precisava pagar em dinheiro, que eu podia pagar de outra forma (sexo). Na hora fiquei horrorizada e pedi pra ir embora, uma semana depois do acontecido ele me mandava msg e eu já não estava me sentindo bem com aquilo e mostrei pra minha mãe e nós fomos fazer o b.o e na própria delegacia falaram que era pra mim bloquear ele.”

Relato 2

“Eu postei que queria fazer uma tatuagem, era moda todas as minhas amigas tem eu queria ter também aí uma amigos indicaram esse sujeito tenho e nojo desse “escroto”, eu era louca pra fazer um pavão que pegava da Costa até a coxa fui conversando com o indivíduo e falando até então o preço da tatuagem era no valor de 300 para traçar e e o resto era negociável eu falei negociável???

Aí começou com uns papos distorcidos pro meu lado falando de umas fotos minhas que estou de biquíni no insta falando que meu bumbum era empinado etc.. eu falei que ia denunciar na época mais não cheguei a dizer nada nem para minha mãe quando vi o relato da menina e resolvi falar com ela.”

Relato 3

Conheci o Jackson em 2014 em um curso técnico que fazíamos juntos, só que ele desistiu do curso devido ao trabalho dele, esse em que ele assediava suas clientes, depois de um ano encontrei o Facebook de ele e marquei para fazer a minha primeira tattoo, isso já em 2015, lembro me que foi próximo ao dia das mães, na época eu morava na Cachoeirinha e era muito longe, mas mesmo assim fui, ele marcou no horário de 19:00 pois só tinha esse horário livre.

No certo dia eu fui mostrei o desenho e depois que ele terminou e começou a falar que eu poderia transar normal que não iria inflamar, paguei ele normal e quando resolvi vim embora ele tentou me agarrar eu disse que não queria nada com ele, que era comprometida, e ele me pressionou contra a maca, disse para ele para com aquilo pois eu tinha apenas ido fazer a tattoo e se ele não parasse ia gritar, sair de lá quase 21:30 desesperada, não fiz nada a respeito, só queria chegar em casa. Ele ainda me mandou mensagens pedido para eu ir até o Studio fazer novas tatuagens, apenas o esqueci até hoje ter visto a publicação da matéria, onde várias relatavam o que tinha ocorrido com elas.

Com a publicação de uma das vítimas, muitas outras mulheres começaram a se manifestar e a relatar as coisas absurdas que Jackson havia feito para ela. Uma das vítimas informou que quando foi realizar uma tatuagem com Jackson, ele a todo momento passava a mão em seus seios, e quando a sessão havia acabado e quando ela foi se vestir, ele a agarrou e estuprou ali mesmo. E que o tatuador ameaçou matar a garota se ela contasse para alguém o que ele havia feito.

Segundo as vítimas, Jackson não deixava elas entrarem acompanhadas para fazer a sessão, e que os acompanhantes deveriam esperar na recepção de seu studio. E era nesse momento que os abusos aconteciam. Ele procurava as meninas pela rede social “instagram” e oferecia tatuagens em troca de sexo.

Em várias conversas Jackson, deixa claro para as meninas que elas deveriam ir só ao seu “local de trabalho” e também na sua casa para avaliar os preços e desenhos de tatuagens. Outra vítima disse ele não tirava a mão de suas nádegas quando ela foi apenas fazer um orçamento com o o acusado.

Jackson trabalha em um Studio localizado na Av. Cel. Sávio Belota, Bairro Novo Aleixo, Zona Norte da Cidade. Logo após ser informado que ia ser denunciado por suas cliente, o tatuador resolveu mudar sua postura e partiu para o terror mental.

Ações das mulheres vem ganhando proporções nas redes sociais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.